• Evolução dos protocolos de Inseminação - Dr. Rafael Ulguim
    Grátis
    • Evolução e definição de protocolos
    • Questão 1
  • Aula 1 – Aspectos relacionados às centrais de inseminação artificial - Dra. Ana Paula Mellagi
    • Machos e alojamento
    • Questão 1
    • Coleta e análise de sêmen
    • Questão 2
    • Diluentes, diluição, envase e armazenamento
    • Questão 3
    • Controle de qualidade
    • Questão 4
    • Como decifrar problemas relacionados ao processamento de ejaculados vs. problemas relacionados aos reprodutores suínos em uma Central
    • Como as Unidades de Disseminação de Genes influenciam o desempenho à campo - SuinoCast
    • Qualidade da água utilizada para a produção de doses inseminantes - SuinoCast
    • Inseminação Artificial: O que são bons números em uma central de inseminação artificial? - SuinoCast
    • É possível otimizar as ações em uma Central de Inseminação Artificial? - SuinoCast
    • Doses inseminantes, o que é importante a granja saber? - SuinoCast
    • Otimização de Machos em Centrais de Inseminação Artificial - SuinoCast
    • Comparação de métodos de análise em sistema Computadorizado para características da motilidade de sêmen Suíno
    • Referências adicionais
    • Slides
  • Aula 2 – Protocolos de inseminação artificial: estratégias de aplicação atual e novas possibilidades - Dr. Rafael Ulguim
    • Protocolos de inseminação
    • Questão 1
    • Tendências tecnológicas e estratégias de contingência
    • Questão 2
    • Slides
    • Inseminação Intra-Uterina em Suínos - SuinoCast
    • IATF na Suinocultura - SuinoCast
  • Aula 3 - Infertilidade Sazonal em Fêmeas Suínas - Dra. Lídia Sbaraini Arend
    • Sazonalidade
    • Questão 1
    • Estresse térmico e fotoperíodo
    • Questão 2
    • Melatonina e considerações finais
    • Questão 3
    • O que se espera do desempenho reprodutivo no verão e início do outono?
    • Slides
  • Aula 4 – Aspectos relacionados ao fenótipo de baixo peso ao nascimento e qualidade de leitões - Dra. Júlia Linck Moroni
    • Introdução e programação pré-natal
    • Questão 1
    • Taxa ovulatória e dinâmica placentária
    • Questão 2
    • Consequências do baixo peso
    • Questão 3
    • O que é o Crescimento Retardado Intrauterino e qual a sua importância?
    • Leitegadas grandes e a variabilidade do peso ao nascer- por Diogo Magnabosco
    • Slides
    • Pesquisa de satisfação

Descrição do curso

Aprenda estratégias desde otimização de centrais de inseminação artificial de suínos, passando por protocolos de inseminação artificial, até infertilidade sazonal e qualidade de leitões. 

Parcele este investimento em até 12 x.

Categoria: Reprodução

Informações gerais

Conteúdo
  • Machos, alojamento, e coleta de sêmen
  • Análise de sêmen
  • Diluentes e diluição
  • Envase, armazenamento, e transporte
  • Controle de qualidade
  • Evolução da Inseminação Artificial no Brasil
  • Definição dos protocolos
  • Protocolos de inseminação
  • Tendências tecnológicas
  • Estratégias de contingência
  • Sazonalidade em suínos
  • Infertilidade sazonal em leitoas de reposição e porcas desmamadas
  • Efeitos de estresse por calor na fertilidade
  • Efeitos do fotoperíodo na fertilidade suína
  • Programação pré-natal
  • Causas relacionadas ao fenótipo de baixo peso ao nascimento
  • Consequências do fenótipo de baixo peso
  • Repetibilidade em fêmeas
  • O que pode ser feito em relação ao baixo peso ao nascimento
Objetivo

- Entender estratégias para otimizar as centrais de inseminação artificial de suínos;

- Entender os protocolos de inseminação artificial;

- Entender a Infertilidade sazonal;

- Entender leitões de baixo peso e qualidade de leitões.

Público-alvo

Para estudantes ou graduados em: medicina veterinária, zootecnia, agronomia, técnico agrícola, e demais profissionais da suinocultura.

Metodologia

A nossa metodologia é de ponta é conhecida como "Autoaprendizagem". Como o próprio nome diz, o aluno tem liberdade nos estudos. Nesse método, você é o responsável por gerir o tempo de dedicação ao curso. Também, a dependência de outros profissionais é desconsiderada, a não ser pela seleção de um bom material de ensino. Não é necessário que cumprir horários pré-estabelecidos de estudo, o que possibilita maior flexibilidade no período de realização do curso. O método leva em consideração que o aluno reflita e entenda sobre o conteúdo antes de passar para outro tópico. Esse método estimula o seu desenvolvimento e a sua capacidade de construção de conhecimento e a sua capacidade crítica. Além de permite que você aprofunde mais nos temas que despertam maior interesse. O aprendizado varia de acordo com cada curso, mas de forma geral é realizado através de vários suportes, sejam por meio de vídeos, links, artigos ou livros disponibilizados na internet. Sempre mediados pelo ambiente online.

Certificado

Certificado será fornecido após a finalização do curso. 

Você tem 60 dias para finalizar o curso.

Professores

Descrição: https://media.eadbox.com/system/uploads/medium/file/5c688c238ba8e900612276b7/PauloArruda.png

Dra. Ana Paula Mellagi

Médica Veterinária 
Mestre em Reprodução de Suínos (UFRGS) 
Doutora em Reprodução de Suínos (UFRGS e IPG, Holanda) 
Pós-Doutorado na área de Reprodução de Suínos (UFRGS).


Descrição: https://media.eadbox.com/system/uploads/medium/file/5c688c238ba8e900612276b7/PauloArruda.png

Dr. Rafael Ulguim

Médico Veterinário (UFPel) 
Mestre em Reprodução de Suínos (UFPel) 
Doutor em Reprodução de Suínos (UFRGS e Univ. Illinois, EUA) 
Pós-Doutorado na área de Reprodução Animal (UFPel).

Descrição: https://media.eadbox.com/system/uploads/medium/file/5c688c238ba8e900612276b7/PauloArruda.png


Dra. Lídia Arend

Médica Veterinária (UFRGS) 
Mestre em Reprodução de Suínos, Univ. de Illinois, EUA 
Doutoranda em Reprodução de Suínos, Univ. de Illinois, EUA

 





Descrição: https://media.eadbox.com/system/uploads/medium/file/5c688c238ba8e900612276b7/PauloArruda.png

Júlia Moroni

Médica Veterinária (UFRGS)
Mestranda em Reprodução de Suínos, Univ. de Alberta, Canadá